Conhecendo um pouco sobre JavaScript

Conhecendo um pouco sobre JavaScript

Neste artigo, falarei um pouco sobre o JavaScript, uma linguagem de programação muito versátil e frequentemente utilizada em diversas áreas como desenvolvimento web, servidor, desktop e até mobile.

O que é o JavaScript?

O JavaScript é uma linguagem de programação interpretada, com tipagem fraca e "orientada a objetos". Foi criada por Brendan Eich em 1995, onde teve sua primeira versão (também conhecida como "Mocha") desenvolvida em dez dias.

Interpretada

Quando dizemos que uma linguagem é interpretada, significa que o código é executado diretamente por um interpretador, sem a necessidade de um processo de compilação antes da execução.

Esse processo tem pontos positivos:

  • Rápido ciclo de desenvolvimento: Não é necessário passar por um processo de compilação antes de executar o código, o que acelera o ciclo de desenvolvimento.
  • Portabilidade: Código interpretado é frequentemente mais portátil, pois pode ser executado em diferentes ambientes sem a necessidade de compilar para cada plataforma.

Contudo, existem pontos negativos:

  • Desempenho: Geralmente, linguagens interpretadas têm desempenho inferior às linguagens compiladas, uma vez que a interpretação introduz uma camada adicional de processamento durante a execução.
  • Tamanho do arquivo executável: O código-fonte não é transformado em um arquivo executável independente, o que pode resultar em arquivos maiores e em maior dependência de recursos externos.

Tipagem Fraca

O JavaScript é uma linguagem que possui uma tipagem fraca, o que significa que não é necessário declarar explicitamente o tipo de dado. As variáveis podem conter diferentes tipos de dados durante a execução do programa.

Exemplo de código em JavaScript (linguagem com tipagem fraca):

let age = 30;
let height = 1.90;
const name = "John Doe";
const gender = "M";
let isDeveloper = true;

Exemplo de código em Java (linguagem com tipagem forte):

int age = 30;
double height = 1.90;
final String name = "John Doe";
final String gender = "M";
boolean isDeveloper = true;

"Orientada a Objetos"

O JavaScript adota o paradigma de programação orientada a objetos de um jeito diferente de outras linguagens como C# ou Java . Em JavaScript não temos as tradicionais classes, e sim um sistema de prototipagem, onde os objetos podem herdar propriedades diretamente de outros objetos.

A base da orientação a objetos em JavaScript consiste na manipulação de objetos e funções. As funções trabalham como funções construtoras (Constructor Functions) ou funções de fábrica (Factory Functions), que desempenham papel principal na criação dos objetos. Esse processo de criação possibilita uma flexibilidade maior, permitindo não apenas a criação de objetos como também a adição dinâmica de métodos a esses objetos.

A herança em JavaScript é implementada através da cadeia de protótipos (Prototype Chain). Nesse sistema o objeto não herda propriedades e métodos diretamente de uma classe, e sim de outro objeto, estabelecendo uma relação de protótipo.

Como o JavaScript não possui modificadores de acesso o encapsulamento é feito por meio de closures. Closures explicado de maneira simples é uma forma que uma função tem de "lembrar" o ambiente em que foi criada, mesmo quando executada fora desse ambiente.